quinta-feira, 10 de abril de 2008

Escola desumanizada

Hoje, chegar ao terceiro ano do ensino médio e entrar em uma faculdade é um passo que só pode ser dado, em sua maioria, pela classe média.
Em cidades do interior que não possuem grandes universidades públicas, estudar em uma faculdade particular é a única solução - para aqueles que podem.-
Mas, hoje a questão é outra.

Nós - e isso inclui você, leitor - temos oportunidade de entrar no caminho para o diploma do nível superior e, na verdade, esse não é o grande temor da juventude de classe média/alta. O grande temor atualmente é a escolha profissional e o processo que contextualiza isso.

O ensino médico inicia-se com a palavra vestibular. Tudo é feito em doses leves e os alunos têm a sensação de a escolha profissional está muito distante. Logo chega o meio do segundo ano e você já fala de vestibular com uma freqüência inesperada.
Até que no primeiro dia de aula do terceiro ano o professor fulano de tal se apresenta e fala do assunto mais importante da sua vida.

VESTIBULAR.

E todos tocam no mesmo assunto, cada um com seu jeito e ideologia.
Eles falam de tudo. Desde dicas de resolução de questões até o que você deve fazer no fim de semana. Uns falam de 6 horas de estudo por dia e outros te aconselham a entrar no pré-vestibular mais próximo.
Afinal você não pode perder tempo.

A partir daí você passa a ser mais um número. É avaliado pelas suas notas e são elas que dizem qual a sua predileção profissional. Você prova sua eficiência pelos acertos obtidos nas provas e mais tarde no próprio vestibular.

E tudo isso acaba quando o seu nome aparece - ou não - numa faixa dizendo que você foi aprovada pra três faculdades quaisquer.
Ah, se você optar por uma particular se prepare psicologicamente.
Você pode ser o novo Freud ou Bakunin... Mas, pouco importa, porque você não passou para uma “federal".

Nessas horas que questiono o real valor do educador. É justo cultivar essa cultura de “ambicionismo” que a cada dia deixam os jovens mais loucos e com a saúde mais fraca?
O objetivo do educador é ensinar o aluno a pensar - e a partir daí ele tira suas próprias conclusões sobre o mundo - ou fazer com que ele seja mais um candidato aprovado?

Quando a escola deveria ser humanizada, a situação se torna cada vez mais desumana. E passa como um rolo compressor sobre aqueles que não estão preparados para enfrentar uma situação como essa.

Por isso sinto que falta um pouco de bom senso dos diretores, professores e estudantes. É obvio que a situação é muito delicada para o jovem - que passa por uma fase de transição - para o professor que muitas vezes é obrigado a mostrar sua eficiência através dos alunos e vestibular. Mas, são nessas horas, que alguns colégios deveriam mostrar o seu diferencial.
E infelizmente elas ficam devendo.

Esperava que ao chegar ao ensino médio pudesse aproveitar a minha maturidade para ter uma visão crítica do mundo.
Mas, por pura falta de sorte, tive muitos professores e pouquíssimos mestres.
Fui vista por muitos como aluna ¹ e não como estudante.
Enfim,
lamento muito pela falta de oportunidade que temos de aprender mais sobre a vida e ensinar também.

Essa matéria -talvez a mais importante- não cai no vestibular.


¹ Aluno : Uma definição grega diz que aluno é aquele que não tem luz.

6 comentários:

Livia R disse...

vou imprimir e levar pra escola!
te amo!
e te adimiro como adimiro poucos!

marcela disse...

Adoro seu poder de persuasão.
E amo você. ;)

guilherme sanches disse...

Não sabia dessa definição grega =O
Muito acertivo o texto,gostei!

Floreala disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Floreala disse...

"Procura-se"
Realmente, eu te procuro!Cadê você,hein? Vir nesse blog e ver a Sarah indignada de sempre só meu deu mais saudade!E ainda bateu uma saudade maior imaginando o quão importante você vai ficar e vai sumiiir...sumir da minha vida! =(
Amo você, viu? Me mande notícias quando puder?
Beijos, padu!

Brena Marinho disse...

Sarah!
Pequeno detalhe...
Cara, eu confio você pra muitas coisas...
Você vai estar sempre no colégio...
Na pastoral e na faculdade, e talvez seja eu quem vai sumir...
Mas eu sei que você é uma daquelas pessoas que a gente vai encontrar no futuro e vai ser brilhante no que faz...
Vai conseguir mudar o mundo a sua volta...

Isso é lindo...

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.